Pagina Inicial Tradutor Cursos Artigos Vídeos Fotos Calendário Ecológico Eventos Quem somos Contato  

 

Notícias
Sensor sem bateria alerta contra incêndios florestais
Tamanho da letra


A ideia é que os sensores formem uma rede que emita alertas sem fios para estações de monitoramento.

Sensor sem bateria

Talvez haja uma forma mais eficiente e mais barata para detectar incêndios florestais antes que eles saiam de controle, como os que vêm acontecendo na Amazônia ano após ano e como o que assolou a Austrália recentemente.

Os métodos atuais de vigilância incluem satélites de imagem por infravermelho, sensoriamento remoto, torres de vigia e patrulhas aéreas, mas todos são de alto custo e, quando soam o alarme, pode ser tarde demais.

Xun Wu, da Universidade Renmin, na China, foi procurar nas técnicas da internet das coisas uma alternativa mais barata e mais rápida.

Ele criou um sensor sem baterias, feito de um papel modificado, que é capaz de detectar incêndios e disparar um sinal de alarme.

O fato de funcionar sem baterias é essencial, permitindo que ele seja colocado na floresta e possa continuar funcionando sem necessidade de manutenção.

O sensor de temperatura é feito à base de líquidos iônicos, que podem ser usados como materiais termoelétricos.

Esses fluidos são sais no estado líquido, sendo que dois tipos diferentes de líquidos iônicos podem ser conectados em série para gerar sinais.

Líquidos iônicos

Os pesquisadores escolheram dois líquidos iônicos que se comportaram de maneira diferente quando a temperatura aumenta: um é absorvido pelos eletrodos, enquanto o outro é liberado, produzindo tensões opostas (positivas ou negativas).

Os eletrodos metálicos são tão finos que foram aplicados sobre papel por spray - para maior durabilidade, o substrato pode ser plástico.

Em um teste piloto, os pesquisadores anexaram os sensores a uma planta do laboratório.

Bastou colocar uma bola de algodão em chamas perto da planta para que o sensor produzisse um sinal de alerta sem fio para um receptor, que ativa um alarme sonoro ou luminoso.

Pelos cálculos da equipe, cada um desses sensores de incêndios florestais poderia ser fabricado a um custo de US$0,04.

E, escolhendo bem o substrato, o sensor pode ser inteiramente correto ecologicamente.

Bibliografia:

Artigo: Self-Powered and Green Ionic-Type Thermoelectric Paper Chips for Early Fire Alarming
Autores: Xun Wu, Naiwei Gao, Xiaoting Zheng, Xinglei Tao, Yonglin He, Zhiping Liu, and Yapei Wang
Revista: ACS Applied Materials & Interfaces
Vol.: 12, 24, 27691-27699
DOI: 10.1021/acsami.0c04798


Imagem:
ACS/ACS Applied Materials & Interfaces
Fonte:Inovação Tecnológica

   
       
 
01/04/2022 - Autorização para torneio de canto de pássaros nativos serão emitidas no momento do requerimento
01/04/2022 - Crianças estão influenciando cada vez mais seus pais a contribuírem para preservação ambiental, aponta estudo
31/03/2022 - Jair Bolsonaro aumenta presença de ambientalistas e setor privado em conselho do meio ambiente
31/03/2022 - Entenda o que o Supremo ainda pode fazer pelo meio ambiente
29/03/2022 - Projeto Árvore na Minha Calçada promove arborização urbana em Fortaleza
28/03/2022 - Passeios ecológicos: uma viagem em defesa do meio ambiente
28/03/2022 - Ministério do Meio Ambiente oferece curso para preservação da da costa marítima
28/03/2022 - Mil bitucas de cigarro estavam entre as 2,5 toneladas de lixo retiradas do Campeche
07/02/2022 - Lixo gerado pela pandemia é ameaça á saúde ao meio ambiente, diz relatório da OMS

 

     
Notícias | Tradutor | Cursos | Artigos | Vídeos | Fotos | Calendário Ecológico | Eventos | Quem Somos | Contato
© Copyright 2011 Meio Ambiente News - Todos os direitos reservados