O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player

  Pagina Inicial Tradutor Cursos Artigos Vídeos Fotos Calendário Ecológico Eventos Quem somos Contato  

 

Biodiversidade
Biodiversidade 7
Tamanho da letra

 

 
“O mundo encara uma perda de biodiversidade sem precedentes. A taxa de extinção tem sido estimada em mil vezes mais alta do que o natural na história da Terra”, alertou o secretário executivo da Convenção de Diversidade Biológica (CDB), Ahmed Djoghlaf, durante um evento realizado em abril de 2008 em Berlim que discutiu os desafios da política internacional com relação à conservação da biodiversidade.

Djoghlaf lembrou que, a cada hora, quatro espécies são perdidas e que, a cada ano, 13 milhões de hectares de florestas, onde vivem cerca de dois terços de todas as espécies terrestres, são destruídas – o equivalente a um terço do tamanho da Alemanha.

“A pressão das atividades humanas no funcionamento natural do planeta alcançou um extremo que a habilidade dos ecossistemas de fornecer as necessidades para as gerações futuras está agora seriamente – talvez irreversivelmente – ameaçada”, afirmou.

Com o progresso das mudanças climáticas, mais e mais habitats frágeis se tornam ameaçados de extinção. Segundo o Painel Intergovernamental de Mudanças do Clima (IPCC), cerca de 30% das espécies conhecidas podem desaparecer antes do final do século por causa do aquecimento global. 
 
 “Apesar de a degradação ambiental ser um sério problema, ela pode ser remediada. A extinção de espécies, no entanto, é permanente”, destacou.

Estima-se que existam 30 milhões de espécies de organismos na Terra. Uma pesquisa de 1987, conduzida pelo cientista E.O. Wilson, da Universidade de Harvard, constatou a existência de cinco bilhões de espécies.
 
Porém novos trabalhos elevam ainda mais estes números, admitindo uma amplitude que vai de 10 a 100 milhões de espécies.

Segundo o Ministério do Meio Ambiente, “a realidade dos fatos, entretanto, é que o número de espécies hoje conhecido em todo o planeta esteja em torno de 1,7 milhões, valor que atesta o elevado grau de desconhecimento da biodiversidade, mormente nas regiões tropicais”.

Biodiversidade, segundo o artigo 2 da CDB, "significa a variabilidade de organismos vivos de todas as origens, compreendendo, dentre outros, os ecossistemas terrestres, marinhos e outros ecossistemas aquáticos e os complexos ecológicos de que fazem parte; compreendendo ainda a diversidade dentro de espécies, entre espécies e de ecossistemas.

Em outras palavras, refere-se a toda a variedade de vida no planeta, incluindo a variedade genética dentro das populações e espécies, a variedade de espécies da flora, da fauna e de microrganismos, a variedade de funções ecológicas desempenhadas pelos organismos nos ecossistemas; e a variedade de comunidades, habitats e ecossistemas formados pelos organismos.

O tráfico de fauna e flora também é uma ameaça contra a biodiversidade mundial, em especial em países como o Brasil, que possui 20% do número total de espécies do planeta.
A venda ilegal de espécies animais nas ruas do México, noticiada na mídia, é um exemplo de ameaça que pode acabar com muitas delas antes de 2030.

México e Brasil integram o Grupo de Países Megadiversos, criado em 2002 pelas 15 nações que o compõe e que, em conjunto, possuem 70% da diversidade de flora e fauna do planeta.
 
Os demais integrantes são Bolívia, China, Colômbia, Costa Rica, Equador, Filipinas, Índia, Indonésia, Quênia, Malásia, Peru, África do Sul e Venezuela.

O Brasil assinou em 1992 a CDB na Rio-92, que reconhece a soberania dos países sobre os recursos genéticos existentes em seus territórios.

Em 2000, o governo brasileiro estabeleceu uma medida provisória (MP nº 2.186) para proteger o acesso ao patrimônio genético.
 
 A biopirataria é hoje um grave problema para o país, que é facilitada pela ausência de uma legislação que defina as regras de uso dos recursos naturais brasileiros.
 
 Esta MP não coloca a exploração ilegal dos recursos como crime e nem estabelece penalidades para os infratores, somente determina que o acesso aos recursos genéticos depende de autorização da União.


Fonte: Paula Scheidt, CarbonoBrasil

   
       
 
24/03/2013 - Biodiversidade - O que é (1)
06/09/2011 - Biodiversidade 9
11/04/2011 - O que é Biodiversidade -8
06/08/2009 - Paleontologia no estudo da biodiversidade
13/06/2009 - BIODIVERSIDADE-Definição e importância
09/06/2009 - Biodiversidade - Informações Gerais
09/06/2009 - Biodiversidade 7
06/01/2009 -  O que è biodiversidade 5
23/09/2008 - Biodiversidade - Documentos

 

     
Notícias | Tradutor | Cursos | Artigos | Vídeos | Fotos | Calendário Ecológico | Eventos | Quem Somos | Contato
© Copyright 2011 Meio Ambiente News - Todos os direitos reservados