O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player

  Pagina Inicial Tradutor Cursos Artigos Vídeos Fotos Calendário Ecológico Eventos Quem somos Contato  

 

Recursos Hdricos
gua: o novo petrleo
Tamanho da letra

 

28/08/08


 


A água, daqui a alguns anos, se tornará um recurso tão caro e disputado tal qual o petróleo atualmente. Esta é a estimativa de diversos órgãos ligados à preservação do meio ambiente.

 Algumas regiões do planeta já não possuem abastecimento suficiente dos recursos hídricos. Segundo a Organização das Nações Unidas (ONU), o uso da água cresceu duas vezes mais rapidamente que a população do Planeta.
 
O Brasil, mesmo possuindo 12% das reservas de água potável do mundo, está longe de ser referência no consumo consciente deste recurso.

 A média de consumo do brasileiro é de 50 litros por dia, quase o dobro do que a Organização Mundial da Saúde (OMS) considera ser suficiente para uma pessoa.
 
Com o aumento populacional e da produção industrial, os governos, as empresas e a própria sociedade começam a se conscientizar para economizar água.

Além da adoção de medidas práticas e da mudança na cultura de utilização dos recursos hídricos, novas tecnologias vêm sendo criadas e colaborando assim para que se evite o desperdício e aumente o consumo consciente.
 
Inovação sustentável

No Cietec - Centro Incubador de Empresas Tecnológicas, o desenvolvimento de tecnologias que auxiliam na preservação de recursos renováveis é o foco de diversas empresas da Rede de Meio Ambiente.

 Uma delas é a Sharewater, empresa que desde 2006 oferece soluções customizadas aos diversos nichos de economia e racionalização do uso da água.
 
A empresa surgiu um ano antes de entrar no Cietec, quando os atuais sócios participam do Programa de Uso Racional da Água da Universidade de São Paulo, sendo todos alunos da Escola Politécnica.

Eles puderam observar técnicas da gestão de demanda de água em um grande ambiente como a USP, e isto viabilizou a elaboração de um projeto que oferecesse este mesmo serviço para outros clientes.
 
"Percebemos que podíamos aplicar o que fazíamos dentro do programa da USP para qualquer tipo de edificação", relata Diogo Almeida, diretor comercial.
 
A Sociedade do Sol (SoSol), ONG sediada na incubadora, desenvolve um projeto para a reutilização da água no sistema residencial. Dentre as soluções que estão sendo estudadas pela entidade para economizar água, estão o aproveitamento da água da chuva, o reuso da água presente no esgoto e o reuso da água utilizada no banho.

"A mais viável atualmente é a terceira opção e já montamos um protótipo de como o sistema seria instalado nas casas", relata Augustín Woelz, coordenador da Sosol.
 
A idéia é reaproveitar a água do banho em aplicações simples, como por exemplo, nas descargas dos vasos sanitários. A solução permite uma economia de até 30% de água potável, sem tecnologias complexas e sem perigos para a saúde do usuário.

Outro método de economia de água é o software desenvolvido pela Nexus Geoengenharia, que mapeia todo o sistema de tubulação de água, o tipo de cano utilizado, sua profundidade e as demais características.
 
Sobre a Rede de Meio Ambiente

Com o objetivo de intensificar as trocas entre as empresas associadas ao Centro Incubador de Empresas Tecnológicas (Cietec), as Redes de Cooperação Empresarial (RCEs) dividem as empresas da incubadora por segmento de atuação.

As empresas da Rede de Meio Ambiente atuam no desenvolvimento de inovações tecnológicas não agressoras ou que atuem em benefício dos recursos ambientais em Recursos Hídricos e Saneamento, Energia, Agronegócio, Resíduos e Reciclagem, Produtos Ecológicos, Construção Civil, como água e energias.
 
Sobre o Cietec

Um dos mais importantes centros incubadores do País, o Cietec foi criado em 1998 por um convênio entre a Secretária do Desenvolvimento do Estado de São Paulo, o Serviço de Apoio a Micro e Pequena Empresa de São Paulo (Sebrae-SP), Universidade de São Paulo (USP), Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares (Ipen) e o Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT).

 As incubadoras são uma forma de incentivo ao desenvolvimento de tecnologia, muito popular no exterior e que está se fortalecendo a cada dia no Brasil.

Seu objetivo é incubar empreendimentos de base tecnológica para ampliar o índice de sobrevivência e a competitividade dessas empresas, objetivando o crescimento da economia brasileira, o aumento da geração de empregos qualificados e de melhores resultados na balança comercial.

 

Fonte: Trama Comunicação / Carbono Brasil

   
       
 
14/08/2009 -  procura de gua no Universo
07/02/2009 - REUSO DA GUA
16/10/2008 - Descrio do Aqfero Guarani
23/09/2008 -  O que um Aqfero.
23/09/2008 -  Recursos Hdricos - Documentos
17/09/2008 - Recursos hdricos 1-Definio
28/08/2008 -  gua: o novo petrleo
28/03/2008 - Publicao consolida programas do Plano Nacional de Recursos Hdricos
25/03/2008 - gua: da essncia ao desperdcio

 

     
Notícias | Tradutor | Cursos | Artigos | Vídeos | Fotos | Calendário Ecológico | Eventos | Quem Somos | Contato
© Copyright 2011 Meio Ambiente News - Todos os direitos reservados