Pagina Inicial Tradutor Cursos Artigos Vídeos Fotos Calendário Ecológico Eventos Quem somos Contato  

 

Notícias
Comissão de Meio Ambiente discute fiscalização da exploração do ouro no Brasil
Tamanho da letra


Garimpo clandestino em Novo Progresso (PA)

Os interessados poderão acompanhar o debate pela internet e enviar perguntas, críticas e sugestões aos deputados e convidados

A Comissão de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável da Câmara dos Deputados discute na próxima sexta-feira (2) a cadeia econômica do ouro no Brasil.

O debate foi sugerido pelos deputados Nilto Tatto (PT-SP), Leonardo Monteiro (PT-MG), Airton Faleiro (PT-PA) e Merlong Solano (PT-PI).

Segundo os parlamentares, em 2019, o Ministério Público Federal no Pará moveu uma das maiores ações da história no combate à comercialização ilegal de ouro.

No processo, a empresa Ourominas foi apontada como receptadora de mais de 600 kg de ouro ilegal, o que teria gerado à União um prejuízo de cerca de R$ 70 milhões.

"A investigação do caso, no entanto, revelou falhas graves no controle da cadeia econômica do ouro como um todo – desde a extração até a venda do produto beneficiado ao consumidor final", afirmam os parlamentares no requerimento em que pedem a realização da audiência.

Em entrevista à Agência Pública, o procurador Luís de Camões Boaventura, titular do 1º Ofício da Procuradoria da República em Santarém (PA), explicou que o controle fiscal do ouro é feito exclusivamente por notas fiscais de papel que não
alimentam nenhum banco de dados para controle externo.

Na Câmara tramita um projeto que busca combater o garimpo ilegal de ouro no Brasil e, entre outros pontos, determina que o transporte do minério será sempre acompanhado de nota fiscal eletrônica e de guia de transporte expedida digitalmente pelo detentor da permissão da lavra (Projeto de Lei 5131/19).

Debatedores
Camões Boaventura é um dos convidados pelos deputados para discutir o assunto na comissão. Além dele, os parlamentares querem ouvir:
- a diretora de Programas do Instituto Igarapé, Melina Risso;
- o diretor do Instituto Escolhas, Sergio Leitão;
- o delegado-chefe da Polícia Federal em Santarém Gecivaldo Vasconcelos Ferreira; e
- a gerente regional da Agência Nacional de Mineração no Pará, Maria do Rosário Miranda Costa.

O debate será realizado no plenário 2, a partir das 9 horas, e poderá ser acompanhado pelo portal e-Democracia.

 Os interessados poderão acompanhar o debate pela internet e enviar perguntas, críticas e sugestões aos deputados e convidados.

Da Redação- ND

Fonte: Agência Câmara de Notícias

   
       
 
27/07/2021 - Sem preservação ambiental, turista não volta, diz ministro do Turismo
27/07/2021 - Sema lança cartilha que leva pesquisa científica ao alcance das crianças
14/07/2021 - Estudo mapeia plantas decorativas tóxicas em SP
13/07/2021 - Vídeo mostra abelhas abrindo uma garrafa de Fanta Laranja
08/07/2021 - Frota elétrica da GCM gera economia de R$ 2,5 milhões em São José dos Campos
08/07/2021 - Forças Armadas atuarão em 26 municípios para coibir desmatamento
29/06/2021 - Comissão de Meio Ambiente discute fiscalização da exploração do ouro no Brasil
29/06/2021 - Governo proíbe queimadas legais por 120 dias e prorroga presença militar na Amazônia
20/05/2021 - Novidade: Minuto do Meio Ambiente traz informativos da Polícia Ambiental

 

     
Notícias | Tradutor | Cursos | Artigos | Vídeos | Fotos | Calendário Ecológico | Eventos | Quem Somos | Contato
© Copyright 2011 Meio Ambiente News - Todos os direitos reservados