O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player

  Pagina Inicial Tradutor Cursos Artigos Vídeos Fotos Calendário Ecológico Eventos Quem somos Contato  

 

Notícias
Anúncios na internet oferecem tratores para desmatamento; vendas disparam em 2020
Tamanho da letra


Dados da Anfavea mostram que entre janeiro e junho deste ano foram vendidos 426 tratores de esteiras no Brasil, um aumento de 105% em relação ao mesmo período do ano passado -

"O melhor do mercado para você fazer desmatamento, você consegue empurrar qualquer coisa", oferece vendedor

Utilizados por fazendeiros para o desmatamento em larga escala, os tratores de esteira são vendidos indiscriminadamente na internet.

Anúncios oferecendo os veículos podem ser encontrados nos sites OLX, Mercado Livre e MF Rural, especializado em comercialização de maquinário agrícola.

Dados da Associação Nacional de Veículos Automotores (Anfavea) mostram que entre janeiro e junho deste ano foram vendidos 426 tratores de esteiras no Brasil, um aumento de 105% em relação ao mesmo período do ano passado, quando foram comercializados 208 veículos.

Se passando por um possível comprador, a reportagem do Brasil de Fato entrou em contato com um vendedor de Uberlândia, em Minas Gerais, perguntando sobre um modelo do ano 2000, que custa R$ 169 mil.

“Esse trator (de esteira) é o melhor que tem em termos de força e potência, o melhor do mercado. para você fazer desmatamento, com a lâmina que ele tem na frente, você consegue empurrar qualquer coisa”.

Outro anunciante, de Chapecó, em Santa Catarina, afirma que o veículo oferecido por ele, que custa R$ 230 mil, é ideal para derrubar grandes áreas com mata fechada.

“O trator (de esteira) é bom para isso, é bom para desmatamento, porque ele é transmissão 15 mil (potência), é muito bom. Desmata a área que for, mas vai de pouco em pouco”, afirmou o vendedor.

Um dos anúncios encontrados na internet não esconde, na descrição do produto, que o veículo é indicado para desflorestar.

“Trator Valmet com guincho acoplado para levantamento de carga, ideal para bags de produtos agrícolas, erguimento, transporte de toras de madeira e desmatamentos.”

A função principal dos tratores de esteira é a terraplanagem de terrenos, atividade que consiste em retirar terra de uma área até que seu nível esteja uniforme.

Por conta disso, empresas da construção civil costumam ser os principais compradores desse tipo de máquina.

No entanto, o setor da Construção Civil está em queda no ano de 2020.

O Índice de Confiança da Construção (ICST), medido pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), até abril deste ano, teve uma queda de 25,8 pontos, chegando a 65, em abril deste ano.

Essa é a pior marca desde o início da série histórica, em 2008.

Por outro lado, dados do Instituto de Pesquisas Espaciais (Inpe) mostram que já são 13 meses consecutivos de aumento no desmatamento no país, em comparação com os meses do ano anterior.

Entre janeiro e abril de 2020, o desflorestamento em áreas indígenas aumentou 64%.

Raoni Rajão, professor de Gestão Ambiental da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), lembra que o desmatamento pode ser legal, “mas que raramente desmatadores tem esse documento”.

Para o docente, não há dúvida de que a alta nas vendas dos tratores está relacionado com o desmatamento.

Para áreas com mata mais densa é crucial o uso de tratores para desmatar.

A ideia que o desmatamento é feito principalmente por pequenos só com motosserra não corresponde à realidade.

Passando a boiada

O governo federal nunca escondeu sua intenção de facilitar que produtores rurais desmatem.

Na reunião ministerial do dia 22 de abril deste ano, o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, pediu ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido) para que aproveitasse a pandemia para “passar a boiada”, mudando “todo o regramento e simplificando normas.”

Levantamento feito pelo jornal Folha de S. Paulo e o Instituto Talanoa, mostra que desde março deste ano, o governo federal publicou 195 atos no Diário Oficial da União (DOU) relacionados ao meio ambiente.

Foto:Polícia Militar Ambiental (PMA)
Fonte: Igor Carvalho / Brasil de Fato

   
       
 
10/08/2020 - Poluição luminosa está mantendo as aves acordadas de noite (e isso é um problema)
10/08/2020 - Papel higiênico 100% sustentável vira adubo após uso
10/08/2020 - Como a Costa Rica desacelerou, parou e depois reverteu o desmatamento de florestas tropicais
10/08/2020 - Empresa alemã cria gerador de energia solar portátil
10/08/2020 - Milhões de animais são traficados no Brasil todos os anos
10/08/2020 - Projetos de limpeza não são suficientes para coletar todo o plástico oceânico, diz estudo
10/08/2020 - Sensor sem bateria alerta contra incêndios florestais
10/08/2020 - Pantanal vive uma das maiores tragédias ambientais da sua história
10/08/2020 - Em uma semana, Nordeste bate 3 recordes de geração eólica

 

     
Notícias | Tradutor | Cursos | Artigos | Vídeos | Fotos | Calendário Ecológico | Eventos | Quem Somos | Contato
© Copyright 2011 Meio Ambiente News - Todos os direitos reservados