O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player

  Pagina Inicial Tradutor Cursos Artigos Vídeos Fotos Calendário Ecológico Eventos Quem somos Contato  

 

Notícias
Entidades latino-americanas pedem à OEA ações de proteção às abelhas
Tamanho da letra


Com o extermínio das polinizadoras, as espécies que dela dependem também serão extintas. É o caso de 80% das espécies vegetais dos diferentes biomas

 Entidades ligadas à defesa do meio ambiente, saúde, direito, agroecologia, reforma agrária e até associações zen-budistas de praticamente todos os países latino-americanos querem que a Comissão Interamericana de Direitos Humanos adote medidas efetivas em defesa das abelhas.

Entre elas, recomendar aos países-membros da Organização dos Estados Americanos (OEA) que declarem as abelhas como Patrimônio Natural Nacional pelo fato de a “polinização” ser essencial na preservação da diversidade biológica e, consequentemente, na garantia do direito humano à alimentação adequada.

E também que, em cada país, sejam adotadas medidas urgentes de precaução em relação aos agrotóxicos de ação sistêmica, com a imediata revisão das indicações de uso dos princípios ativos e dos próprios produtos formulados de substâncias que, conforme evidências científicas, tenham impacto sobre a saúde e o comportamento das abelhas.

O objetivo é a proibição definitiva desses produtos.

E como não podia deixar de ser, as organizações pedem a recomendação para a proibição da liberação no ambiente de agrotóxicos que comprovadamente causem a morte das colmeias.

Trata-se de inseticidas da classe dos neonicotinoides e à base de fipronil, e dos herbicidas que têm glifosato na sua formulação

Em documento enviado à Relatoria Especial sobre Direitos Econômicos, Sociais, Culturais e Ambientais (Dhesca), os ativistas pedem também a recomendação para ações concretas para promoção da biodiversidade e proteção dos habitats favoráveis às abelhas e toda a fauna polinizadora.

Para subsidiar o trabalho dos integrantes da relatoria, o documento em forma de livro reúne 201 estudos indexados nos principais periódicos científicos do mundo, organizados conforme as substâncias

Em extinção

Professor da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e um dos maiores pesquisadores do melhoramento de plantas e biotecnologia, Rubens Onofre Nodari anota no prólogo de Abelhas & Agrotóxicos – Compilação sobre as Evidências Científicas dos Impactos dos Agrotóxicos sobre as Abelhas: “Centenas de estudos já foram publicados com os efeitos de pesticidas em abelhas, geralmente com resultados adversos às abelhas. De forma geral os estudos encontraram efeitos agudos e/ou efeitos crônicos, dependendo da dose usada no estudo. Mais recentemente os estudos sobre efeitos adversos em abelhas com doses sub-letais de pesticidas aumentaram”.

Integrante do Movimento da Ciência Cidadã, Nodari destaca que as abelhas são consideradas “um organismo imprescindível à sobrevivência da espécie humana no planeta” e “sua perda será catastrófica para a humanidade”.

E que são os mais importantes agentes polinizadores.

As mais de 25 mil espécies participam da polinização de cerca de 50% a 80% das espécies vegetais de diferentes biomas e em mais de 70% dos cultivos agrícolas.

Portanto, sem abelhas, grande parte da vegetação não se reproduzirá.

E nem boa parte dos alimentos que chegam à mesa.

    As opções diante da humanidade são claras: um futuro livre de venenos para salvar as abelhas, os agricultores e agricultoras, nossa comida e a humanidade.

Ou continuar o uso de venenos, ameaçando nosso futuro comum e caminhando cegamente para a extinção.

Tudo pela arrogância de que podemos substituir as abelhas com a inteligência artificial e os robôs.

Foto:Hugo Oliveira/Ibama
Fonte: Vandana Shiva /  Cida de Oliveira / Rede Brasil Atual


   
       
 
10/08/2020 - Poluição luminosa está mantendo as aves acordadas de noite (e isso é um problema)
10/08/2020 - Papel higiênico 100% sustentável vira adubo após uso
10/08/2020 - Como a Costa Rica desacelerou, parou e depois reverteu o desmatamento de florestas tropicais
10/08/2020 - Empresa alemã cria gerador de energia solar portátil
10/08/2020 - Milhões de animais são traficados no Brasil todos os anos
10/08/2020 - Projetos de limpeza não são suficientes para coletar todo o plástico oceânico, diz estudo
10/08/2020 - Sensor sem bateria alerta contra incêndios florestais
10/08/2020 - Pantanal vive uma das maiores tragédias ambientais da sua história
10/08/2020 - Em uma semana, Nordeste bate 3 recordes de geração eólica

 

     
Notícias | Tradutor | Cursos | Artigos | Vídeos | Fotos | Calendário Ecológico | Eventos | Quem Somos | Contato
© Copyright 2011 Meio Ambiente News - Todos os direitos reservados