O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player

  Pagina Inicial Tradutor Cursos Artigos Vídeos Fotos Calendário Ecológico Eventos Quem somos Contato  

 

Notícias
Avança a Grande Muralha Verde de 8.000 km de árvores para salvar a África e o mundo
Tamanho da letra


Área já plantada

Mapa dos países participantes do projeto

O projeto «A Grande Muralha Verde» poderia ajudar a salvar a vida do nosso planeta.

Trata-se de um projeto em que 14 países do continente africano colaboram, plantando milhões de árvores em torno do deserto do Saara.

O principal objetivo deste projeto é acabar com as mudanças climáticas e estão indo muito bem.

Em 2004, a África sofreu sérias consequências devido a isso e, desde então, mais de 20 países começaram a se projetar para deter as mudanças climáticas.

Deve-se destacar que as organizações internacionais também se uniram para criar a Grande Muralha Verde da África.

O projeto começou em 2007 após sua aprovação pela União Africana e os resultados impressionaram o mundo.

Em princípio, eles planejaram fazer uma parede de árvores de quase 8.500 km de comprimento e 15 km de largura entre o Senegal (oeste) e Djibuti (leste).

Com isso, eles pretendiam impedir o crescimento do Saara ao sul e evitar que se expandisse ainda mais.

Depois de 10 longos anos de trabalho, você já pode ver os bons resultados em países muito colaborativos como o Senegal. Milhões de árvores foram plantadas hoje e um grande número é de espécies nativas, como a ameixa indiana, a árvore do deserto ou as acácias.

Logicamente, estas árvores foram escolhidas porque se adaptam aos severos climas africanos, especialmente as acácias que resistem às secas e a sua sombra salvam o uso da água em explorações agrícolas.

O investimento inicial foi de mais de 6.000 milhões de euros, e o objetivo da Grande Muralha Verde é dividido em duas partes:

Por um lado, procura acabar com o efeito negativo da mudança climática.

Por outro lado, tente evitar a desertificação de terras habitadas por milhões de agricultores.

Ainda há muito trabalho, já que o projeto não é apenas plantar árvores.

Uma represa e um enorme sistema de irrigação também serão construídos para aumentar a agricultura nos países da África.

A muralha poderia impedir uma catástrofe humanitária no futuro devido à fome

De acordo com relatórios da ONU, estima-se que cerca de 500 milhões de africanos irão testemunhar o agravamento da qualidade de vida devido ao aquecimento global.

Eles também mencionaram que cerca de 50 milhões de pessoas ficaram desabrigadas por causa da desertificação do Saara e do Sahel.

*Reportagem de Vinicius Delmondes, publicada por Curiosidades da Terra.

* Com informações do National Geographic.


Fotos: Curiosidades da Terra / Great Green Wall
Imagem: La Voz
Fonte:UNISINOS

   
       
 
19/10/2019 - Fontes de energia renovável superam os combustíveis fósseis pela primeira vez
19/10/2019 - Servidores públicos de Brasília utilizarão frota de carros movidos à eletricidade
18/10/2019 - Meio Ambiente aprova 50% de papel reciclado em repartições federais
18/10/2019 - Lixo no Japão: país dá exemplo no tratamento de lixo e cuidado com o meio ambiente
18/10/2019 - Áreas verdes em condomínios horizontais contribuem para preservação do cerrado
18/10/2019 - Florestas plantadas geram estoque de 4,2 bi de toneladas de gás carbônico em 2018
17/10/2019 - Sem estratégias de conservação, araucária deve ser extinta em 2070, diz estudo
17/10/2019 - Pesquisadores criam material capaz de retardar alastramento do fogo
17/10/2019 - Florianópolis é primeira cidade brasileira a banir agrotóxicos de suas lavouras por lei

 

     
Notícias | Tradutor | Cursos | Artigos | Vídeos | Fotos | Calendário Ecológico | Eventos | Quem Somos | Contato
© Copyright 2011 Meio Ambiente News - Todos os direitos reservados