O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player

  Pagina Inicial Tradutor Cursos Artigos Vídeos Fotos Calendário Ecológico Eventos Quem somos Contato  

 

Notícias
Meio Ambiente é o curso técnico mais concorrido
Tamanho da letra


Os estudantes Maria Eduarda Conceição, 14, Gabriel Pereira, 14, e Isabela Torezani, 15

A concorrência foi de 22,81 candidatos por vaga e desbancou áreas tradicionais, como Mecânica e Eletrotécnica

A preocupação global com o meio ambiente vem tendo impacto direto na educação e no mercado de trabalho.

É tanto que o curso na área já é o mais concorrido do Instituto Federal do Espírito Santo (Ifes), desbancando os tradicionais técnicos em mecânica, eletrotécnica e edificações.

Para ingressar no curso de Meio Ambiente a partir do primeiro semestre do próximo ano, 407 candidatos vão disputar as 18 vagas oferecidas para ampla concorrência no turno matutino do campus de Vitória — uma concorrência de 22,81 candidatos por vaga.

“O grande motivo disso é que aumentou a percepção das pessoas quanto à importância de ter um meio ambiente em equilíbrio para se viver bem. E os alunos acreditam que podem contribuir para isso”, afirmou o coordenador do curso no campus de Vitória, João Gilberto Zanotelli, que ficou surpreso com a concorrência.

O profissional formado nesta área tem como um dos principais objetivos proteger e preservar o ecossistema, trabalhando em diversos segmentos, como na análise do solo, da água e do ar, através da coleta de informações e elaboração de relatórios.

Além disso, ele se capacita para identificar diferentes intervenções ambientais e suas possíveis consequências.

“A demanda por esse trabalho aumentou muito, principalmente no Estado, por conta das indústrias. Como a sociedade vê importância no tema, as empresas e os órgãos públicos estão buscando esses profissionais para cumprir a legislação”, disse Zanotelli.

Não existe uma lei específica obrigando empresas e órgãos públicos a contratar um técnico de meio ambiente, mas Zanotelli ressalta que elas precisam desse profissional para reduzir os poluentes e buscar alternativas sustentáveis.

Professor de cursinho preparatório há 40 anos, Ildefonso Groberio acredita que o perfil dos alunos que buscam o Ifes está mudando aos poucos.

“Existe uma nova visão sobre o meio ambiente, e isso tem sido muito discutido no ensino fundamental.Por isso, o interesse desses estudantes”, disse.

As provas para ingressar no Ifes serão aplicadas no dia 2 de dezembro.

Ao todo, são 3.654 vagas em cursos técnicos espalhados pelos campus de 22 municípios.

Mercado de trabalho
Buscar políticas públicas para o bem-estar da sociedade e aproveitar a demanda do mercado.

Essas são as grandes motivações dos estudantes Maria Eduarda Conceição, 14, Gabriel Pereira, 14, e Isabela Torezani, 15, para fazer o curso de Técnico em Meio Ambiente.

“O mercado de trabalho necessita desse profissional para movimentar a economia de forma sustentável, pois o meio ambiente também é a base do desenvolvimento”, afirma Maria Eduarda.

Foto: Kadidja Fernandes/ AT
Fonte:Rafael Gomes / Tribunaonline
 

   
       
 
14/04/2019 -  Poluição do ar afeta crescimento de árvores em São Paulo
13/04/2019 - Agrotóxicos têm futuro garantido no Brasil
13/04/2019 - *O desenvolvimentismo e o meio ambiente
13/04/2019 - Indonésia suspende visitas na ilha de Komodo após roubos de dragões
13/04/2019 -  Campanha de descarte de resíduos perigosos chega ao campo e tem adesão maciça dos agricultores baianos
11/04/2019 - Curitiba vai duplicar ciclovias e deve contar com mais 200 km até 2025
10/04/2019 - Mais de 90% das geleiras dos Alpes podem desaparecer até 2100
25/03/2019 - Projeto atua na preservação das nascentes de rios às margens da via Dutra
24/03/2019 - Cidade do México afunda de 8 a 12 centímetros por ano, segundo universidade

 

     
Notícias | Tradutor | Cursos | Artigos | Vídeos | Fotos | Calendário Ecológico | Eventos | Quem Somos | Contato
© Copyright 2011 Meio Ambiente News - Todos os direitos reservados