O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player

  Pagina Inicial Tradutor Cursos Artigos Vídeos Fotos Calendário Ecológico Eventos Quem somos Contato  

 

Notícias
Irlanda deverá ser o primeiro país obrigado por lei a desinvestir dos combustíveis fósseis
Tamanho da letra

 

 

O Parlamento irlandês aprovou no último dia ,12, uma lei que obriga o país a se desfazer de seus investimentos em empresas de combustíveis fósseis.

 Seguem informações da ONG Trócaire:

Aprovada com apoio de todos os partidos na Câmara Baixa (equivalente à Câmara dos Deputados), a Lei de Desinvestimento em Combustíveis Fósseis torna a Irlanda o primeiro país do mundo a se comprometer com a retirada de dinheiro público investido em empresas de petróleo, carvão e gás – indústrias que estão agravando a mudança climática.

A lei ainda precisa da aprovação no Senado e a expectativa é que seja promulgada antes do final do ano.

Com a nova legislação, o Fundo de Investimento Estratégico da Irlanda (Isif) será obrigado a vender seus investimentos na indústria de combustíveis fósseis global, que em junho de 2017, estavam na casa dos € 318 milhões distribuídos em 150 empresas em todo o mundo. 

Ela resulta de mais de dois anos de trabalho do deputado Thomas Pringle, da ONG Trócaire e outros grupos da sociedade civil, ativistas e estudantes, e da Rede Global de Ação Legal (Glan).

Gerry Liston, diretor jurídico da Glan que redigiu o projeto, explica por que esse projeto é necessário: “Os governos não cumprirão suas obrigações sob o Acordo de Paris sobre Mudança Climática se continuarem a sustentar financeiramente a indústria de combustíveis fósseis. Países de todo o mundo devem agora seguir com urgência a liderança e o desinvestimento da Irlanda dos combustíveis fósseis”.

Para Éamonn Meehan, diretor executivo da ONG Trócaire, a lei impedirá que o dinheiro público seja investido contra o interesse da população, e envia um sinal claro nacional e globalmente de que a ação sobre a crise climática precisa ser acelerada urgentemente, começando com a eliminação dos combustíveis fósseis.

“Isso é vital. A mudança climática é um dos principais propulsores da pobreza e da fome no mundo em desenvolvimento e vemos seu impacto devastador todos os dias nas comunidades em que trabalhamos. Secas prolongadas, inundações e tempestades já contribuíram para a morte de centenas de milhares de pessoas, com milhões a mais enfrentando a fome e precisando de ajuda urgente apenas para sobreviver”, afirma Meehan.

A iniciativa poderá remediar a má reputação internacional que a Irlanda ganhou nos últimos anos como uma “retardatária do clima”, tendo sido classificada no mês passado  como o segundo pior país da Europa para a ação climática.

Foto: Mario Cutroneo/Flickr Creative Commons – Dublin
Fonte: Página22

   
       
 
26/06/2019 - 'Faça parte da biorrevolução hoje', conclamam os criadores de embalagem biodegradável
30/05/2019 - Servida de veneno! 31 novos agrotóxicos acabam de ser liberados
24/05/2019 - Suíços adotam lojas de lixo zero
24/05/2019 - Como limpar nossos rios?
23/05/2019 - Estado americano de Washington legaliza a compostagem humana como alternativa à cremação ou enterro
23/05/2019 - Mata Atlântica tem o menor desmatamento em três décadas
23/05/2019 - ONU lança desafio nas redes sociais e site especial para Dia Mundial do Meio Ambiente
23/05/2019 -  O óculos de sol feito com lixo plástico recolhido da praia
23/05/2019 - Tratamento de esgoto doméstico com plantas é alternativa para evitar poluição dos rios

 

     
Notícias | Tradutor | Cursos | Artigos | Vídeos | Fotos | Calendário Ecológico | Eventos | Quem Somos | Contato
© Copyright 2011 Meio Ambiente News - Todos os direitos reservados